A sua start-up está a dar os primeiros passos, ainda funciona em instalações provisórias e luta para conseguir levar um produto/serviço ao mercado, mas de repente um potencial cliente pede-lhe para ver as contas. Como lidar com a situação?

É frequente as start-ups que estão a iniciar a atividade tentarem apresentar um cenário melhor do que na realidade existe. Muitas vezes ainda instaladas na casa do empreendedor (que tem de esconder os brinquedos dos filhos sempre que faz uma videochamada), dão o seu melhor para tentar vingar, mesmo com recursos limitados, e para convencer os possíveis investidores do potencial do seu projeto/ideia.

Mas o que fazer quando um cliente, ou potencial cliente, lhe é pede uma demonstração financeira da start-up. Não se limite apenas a enviar números e tente apresentar os resultados financeiros, ou previsões, da sua start-up de uma maneira atrativa.

Faça uma call para falar sobre o tema. Pergunte quais são as suas preocupações e tente entender o que ele realmente quer, quais os critérios que ele usa no processo de avaliação dos seus números. Proponha alternativas, apresente a lista dos clientes com quem trabalha ou evidencie o facto dos seus investidores também apoiaram grandes empresas.

Se insistirem em ver as demonstrações financeiras, redija-as para chegar ao ponto que eles procuram. Ou seja, se eles estiverem à procura de volume de vendas, mostre apenas isso. Não revele mais do que lhe é pedido. Peça ajuda aos seus investidores porque têm mais experiência em compilar dados e em explicá-los.

Também pode sempre pedir aos seus outros clientes que ajudem a explicar porque acharam seu produto essencial. Explique a utilidade do seu produto sem jargão ou terminologia técnica de uma maneira que seja perfeitamente compreensível. Você não precisa que estas pessoas comprem a sua ideia. Eles só precisam sentir que o risco é aceitável.

FONTE:linktoleaders